Corrida de Rua e Política Pública: Um Estudo a partir das Ações do Poder Público Municipal de Curitiba-PR

Jeferson Roberto Rojo

Resumo


No presente estudo temos a leitura da corrida de rua como um fenômeno social em evidência no cenário esportivo nacional, porém com apontamentos da literatura acadêmica dando indícios para uma possível exclusão de praticantes. Fato que entra em conflito com a Constituição Federal de 1988, em que o esporte e o lazer são tratados como um direito social do cidadão brasileiro. Pensando na atuação do Estado como uma potencial interferência nesse espaço social, por meio de suas ações, ou seja, das políticas públicas para o esporte e lazer, o poder público pode agir transformando ou mantendo as estruturas e leis do campo da modalidade. Diante disso, temos como objetivo analisar as ações do poder público municipal do esporte e lazer da cidade de Curitiba – PR. em relação ao universo da corrida de rua. Como estudo de natureza qualitativa, utilizamos a pesquisa documental para atender ao objetivo proposto. Como resultados, diagnosticamos seis diferentes ações desenvolvidas pelo poder público municipal em relação às corridas de rua. Sendo elas divididas em impactos diretos e impactos indiretos. Acreditamos que as ações sejam elementos que atuam e desenham o cenário das corridas de rua em Curitiba, podendo elas atenuar as discrepâncias entre o número de praticantes de diferentes classes e setores sociais. Em acordo com as propostas estabelecidas pela SMELJ em sua missão, as ações, aparentemente, têm cumprido o papel de fomentar a prática esportiva em suas diversas dimensões. Por fim, consideramos ser validos estudos futuros que se dediquem a aprofundar as reflexões em cada uma dessas ações individualmente, podendo assim compreender o processo político e seus impactos sociais no universo das corridas de rua de Curitiba.

Palavras-chave


Corrida de Rua; Esporte; Lazer; Política Pública.

Texto completo:

PDF


Indexadores

          

 

Bases de dados

                    


Apoio