A trama da escola: um revólver sob bombons; uma análise da função da escola pela ótica do teatro

Alaíde Inah Gonzalez

Resumo


Esse trabalho pretende analisar o processo de ensino-aprendizagem de valores na escola, a partir de uma descrição de como na prática tal processo ocorre, através da interação professor/alunos, no contexto da sala de aula. Considerando a função de crítica social do teatro, decidiu-se fundamentar a descrição desse processo na análise de conteúdo de três peças que centram sua crítica na escola: A aurora da minha vida, de Naum Alves de Souza, Apareceu a Margarida, de Roberto Athayde, e Se chovesse vocês estragavam todos, de Clóvis Levi e Tânia Pacheco.
Embora a maioria das conclusões confirme os principais aspectos da teoria da reprodução, de BOURDIEU & PASSERON, a reação dos alunos à inculcação ideológica da escola (confirmada pela própria crítica à escola e sua função ideológica) denunciada, nas peças, por pessoas que foram submetidas a tal processo, permite concluir ser possível inverter a situação, ou seja: transformar o teatro que representa a interação entre professor e dunos numa relação dialógica, na qud a linguagem seja utilizada não mais para dissimular, mas para conscientizar o duno e desenvolver nele o espírito crítico, a fim de que professor e alunos aprendam, juntos, a valorar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.17851/2447-0554.4.4.76

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Estudos de Língua Portuguesa
ISSN 2447-0554 (impressa)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.