Os estudos de sânscrito no Brasil

Maria Valíria A. de Mello Vargas

Resumo


Datam da década de 50 a 60 as primeiras manifestações de interesse pelo sânscrito no Brasil, quando o grande romanista Professor Theodoro Henrique Maurer Júnior, em suas aulas de Glotologia Clássica na Faculdade de Letras da Universidade de São Paulo, utilizava-se de elementos da gramática sânscríta para comparações com o grego e o latim, na tentativa de reconstrução do indo-europeu.

Palavras-chave


língua sânscrita; Brasil; historiografia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.17851/0104-2785.5.0.41-49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ensaios de Literatura e Filologia
ISSN 0104-2785 (impressa)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.