O ESTÁDIO DE FUTEBOL: PERSPECTIVAS HISTÓRICAS, POLÍTICAS E ECONÔMICAS SOBRE ESTE ESPAÇO DE PRÁTICA FUTEBOLÍSTICA

Danilo Lutiano Valerio, Marco Antônio Bettine de Almeida

Resumo


O artigo a seguir se apresenta como uma revisão de literatura sobre a questão histórica que envolve os estádios brasileiros de futebol desde o seu surgimento. Ao apreendermos as problemáticas tratadas no texto de acordo com o referencial teórico utilizado para tal, nota-se que estas possuem um amplo campo de investigação a ser explorado. Defronte desta perspectiva de análise é possível afirmar que a edificação dos estádios brasileiros se deu por fases, as quais apresentaram características distintas. A construção destas praças futebolísticas começa já no início do século passado e vai ganhando contornos diferentes com o passar dos anos, o que nos permite fazer um paralelo da concepção dos estádios no Brasil com a própria história do futebol por aqui. Pode-se observar que o estádio de futebol foi e continua sendo uma importante peça na engrenagem econômica dos clubes de futebol, pois estes são aparelhos geradores de ativos financeiros. É factível registrar que estes empreendimentos futebolísticos hoje podem ser explorados de diversas maneiras, gerando receitas aos proprietários destes espaços esportivos não mais somente da venda de ingressos das partidas de futebol como era no passado.  


Palavras-chave


Estádio de Futebol; Aspectos históricos; Dimensões econômicas.

Texto completo:

PDF



Revista Brasileira de Estudos do Lazer | RBEL
Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-graduação em Estudos do Lazer | ANPEL

Endereço, telefone e e-mail de contato:
Endereço: UFMG - RBEL/CELAR/EEFFTO | Av. Antonio Carlos 6627 – campus UFMG, EEFFTO/DEF. Pampulha, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. CEP: 31.270-901
Telefone: 31 34092358
E-mail: rbel@eeffto.ufmg.br