Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (RBPEC) é o periódico oficial da Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (ABRAPEC) e tem como objetivo publicar artigos de pesquisa acadêmica originais na área de Educação em Ciências.

Artigos de pesquisa acadêmica são aqueles que relatam estudos empíricos ou teóricos e que trazem claras contribuições para o conhecimento da área. Em ambos os casos,

  • o referencial teórico adotado deve ser apresentado de forma sucinta, mas que permita ao leitor não familiarizado com o mesmo entender como seus principais conceitos foram utilizados e avaliar as relações estabelecidas a partir dos mesmos;
  • os objetivos e questões de pesquisa que orientam o estudo devem ser explicitados no texto e justificados;
  • a metodologia segundo a qual o estudo foi conduzido (no caso de trabalhos empíricos, tanto para coleta e quanto para análise dos dados) deve ser apresentada de forma detalhada e justificada;
  • no caso de trabalhos que envolvem serem humanos, os aspectos éticos que regem este tipo de pesquisa devem ter sido observados e a maneira como isto ocorreu deve ser explicitada;
  • as contribuições para a área devem ser explicitadas de forma clara.

Qualquer submissão que contenha relato de experiência ou apresentação de material instrucional de qualquer tipo não será encaminhada para avaliação.

Artigos originais são aqueles não foram publicados em outros meios. Eles podem ter-se originado de trabalhos acadêmicos e trabalhos apresentados em congressos científicos, mas o texto submetido nunca deve ser (total ou parcialmente) igual aos desses trabalhos. No caso de trabalhos apresentados em congressos, é preciso que o artigo seja claramente uma expansão do trabalho inicial. Qualquer submissão identificada como publicada anteriormente em outro meio ou cujo texto corresponder ao de trabalho apresentado em congresso científico – isto é, que possa ser caracterizada como autoplágio – não será encaminhada para avaliação.

A área de Educação em Ciências compreende as subáreas de Educação Ambiental, Educação em Astronomia, Educação em Biologia, Educação em Física, Educação em Geociências, Educação em Química e Educação para a Saúde. Considerando que a pesquisa nestas subáreas pode se relacionar a outras áreas (como Epistemologia, História e Filosofia da Ciência, Linguística, Matemática, Psicologia e Sociologia da Educação etc.), artigos focados em alguma delas podem ser submetidos desde que a interface e as contribuições para a Educação em Ciências sejam claramente explicitadas. Qualquer manuscrito que se relacione a alguma das subáreas supracitadas (mas não à área de Educação das mesmas), assim como a aspectos gerais de Educação ou a outras áreas (mas sem relacionamento ou implicação clara para a área de Educação em Ciências) não será encaminhado para avaliação.

O público alvo da Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências é constituído de pesquisadores, estudantes de pós-graduação e de licenciatura da área de Educação em Ciências interessados em pesquisas desenvolvidas nesta área.

 

Políticas de Seção

Artigos

Política padrão de seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Capa

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Ficha Catalográfica

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Expediente

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Conselho Editorial

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Sumário

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Pré-textuais

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Este periódico adota a política de avaliação por pares duplamente cega. Isto significa que os árbitros não conhecem a identidade dos autores e os autores não conhecem a identidade dos árbitros que avaliaram seu texto. Isto é extremamente importante para garantir a idoneidade do processo de avaliação dos manuscritos.

Os árbitros que analisam as submissões são pesquisadores brasileiros e estrangeiros, com título de doutor e experiência de publicação em periódicos indexados. Os árbitros que colaboram em cada ano têm seu nome publicado no último número do volume correspondente.

Para que o processo de avaliação possa ocorrer desta maneira, o texto submetido não deve conter informações que identifiquem os autores, isto é:

  • nome e filiação do(s) autor(es);
  • local onde o trabalho empírico foi realizado. Esta informação deve ser substituída por algo genérico (por exemplo, grande cidade do nordeste do Brasil);
  • referências do(s) próprio(s) autor(es). No caso de ser necessário inserir alguma referência do(s) próprio(s) autor(es), ela deve aparecer no texto como (Autor, ano) ou (Autor e colaborador, ano) e na lista de referências da forma mais genérica possível. Por exemplo:

Autor (ano). Nome do periódico em que o artigo foi publicado.

Autor (ano). Trabalho apresentado em conferência (nacional ou internacional).

Autor (ano). Natureza do trabalho acadêmico (trabalho de conclusão de curso de Graduação, dissertação de Mestrado, tese de Doutorado).

  • agradecimentos que contribuam para a identificação do(s) autor(es);
  • qualquer identificação nas propriedades do documento. Tal informação deve ser removida antes da submissão do arquivo. Conforme ORIENTAÇÕES.

Após o texto ser submetido, todos esses aspectos são conferidos.

  • No caso de existência de alguma identificação, a submissão é rejeitada com a indicação de que o texto seja ressubmetido sem os elementos que identificam o(s) autor(es). Neste caso, o(s) autor(es) tem um prazo de 5 dias para submeter a versão sem identificação. Caso isto não aconteça, entendemos que não há mais interesse do(s) autor(es) em publicar seu trabalho na RBPEC.
  • No caso de o texto submetido estar fora do escopo da RBPEC e/ou não seguir alguma das Normas para Submissão (por exemplo, número mínimo de páginas, utilização adequada da norma bibliográfica etc.), a submissão é rejeitada com os devidos esclarecimentos. Sempre que possível, a editoria indica outro periódico mais adequado para aquela submissão.

Quando a submissão é aceita, o texto é submetido à análise no software identificador de plágio. Se algum problema é encontrado, a submissão é imediatamente rejeitada. Neste caso, seus autores são informados do motivo da rejeição e recebem o relatório gerado pelo software. Se nenhum problema relacionado com plágio é encontrado, o texto é encaminhado a dois árbitros selecionados pelo editor. Esses árbitros devem ser especialistas na área e/ou temática do manuscrito e não devem possuir vínculos institucionais ou de grupo de pesquisa com o(s) autor(es). Os árbitros são orientados a não incluírem nenhuma identificação em seus comentários ou em possíveis arquivos anexados aos mesmos. Isto também é conferido antes de os comentários serem enviados aos autores.

Quando a editoria recebe os comentários dos dois árbitros, é feita a leitura do texto submetido e desses comentários. A partir daí, é redigido um parecer final contendo a decisão a ser encaminhada ao(s) autor(es). No caso de os comentários dos dois árbitros apontarem para decisões muito distintas, um terceiro árbitro é convidado a analisar o artigo.

 

Periodicidade

Cada volume da Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (RBPEC) é publicado em um ano civil e é constituído por três números regulares publicados quadrimestralmente. Os artigos aceitos para publicação são designados para uma das edições futuras disponíveis. Enquanto cada número não é publicado, assim que diagramados e aprovados pelos autores, os arquivos dos artigos aceitos são disponibilizados para os leitores como Publicação Futura (no prelo).

À critério da Editoria, a Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (RBPEC) pode publicar números temáticos (especiais ou regulares), para os quais podem ser convidados editores específicos.

 

Política de Acesso Livre

Este periódico oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. Isto significa que todo o seu conteúdo está disponível sem cobrança de taxas aos leitores ou suas instituições. Seguindo o conteúdo da Licença Creative Commons 4.0 Internacional, os leitores podem ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, buscar, ou criar links para os textos dos artigos sem solicitar permissão da editoria ou dos autores.

 

Arquivamento

A Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

Manifesto de publicação da RBPEC no LOCKSS

 

Casos de Má Conduta

A Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (RBPEC) segue o Código de Conduta e as Orientações de Boas Práticas para Editores de Periódicos definidos internacionalmente pelo Comitê de Ética em Publicações (COPE).

A identificação de qualquer tipo de má conduta pelos autores (por exemplo, plágio, autoplágio, submissão simultânea em mais de um periódico) é motivo para cancelamento da submissão, podendo este ato ser seguido de outras medidas com as quais os autores concordam na Declaração de Direito Autoral. Caso a identificação de má conduta ocorra após a publicação, o artigo será excluído do volume no qual foi publicado e, em seu lugar, será publicado um arquivo explicando aos leitores o motivo da exclusão do arquivo original.