A Apropriação do Gênero de Divulgação Científica pelas Crianças: Fragmentos de um Percurso

Sheila Alves Almeida, Marcelo Giordan

Resumo


Este trabalho tem como objetivo compreender quais habilidades textuais são apropriadas pelas crianças em situações de interação com textos de divulgação científica. Para tanto, foram analisados textos orais e escritos em que as crianças expressam suas compreensões acerca de um conceito científico. A perspectiva teórico-metodológica de análise inspira-se nas concepções de Bakhtin acerca da interação verbal e na análise microgenética. Foram registradas cenas de trabalho desenvolvido, em aulas de Ciências, com crianças na faixa etária entre 9 e 10 anos (4º ano do Ensino Fundamental) de uma escola pública da rede municipal da cidade de Belo Horizonte. A análise do episódio e de textos infantis pesquisados evidenciou que a interação com textos de divulgação científica propiciou às crianças, ainda iniciantes na leitura, a apropriação de habilidades textuais desse gênero, a reflexão sobre o falar e o escrever em uma aula de Ciências, a aproximação de um conhecimento elaborado por meio de textos de divulgação científica. Contudo, observou-se que esse processo não ocorre de forma espontânea, pois é preciso que o contexto educacional privilegie o trabalho com a linguagem, e não apenas sobre ela. Desse modo, os textos de divulgação científica podem favorecer a expressão de conhecimentos, a apropriação de estratégias e habilidades textuais e a habilidade de usar uma linguagem explicativa.


Palavras-chave


Apropriação; discurso; divulgação científica; ensino fundamental.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Sheila Alves Almeida, Marcelo Giordan

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional