CAPITALISMO, TRABALHO E EDUCAÇÃO: ÊNFASES À MEMÓRIA DO TRABALHADOR SOBRE A ESCOLA NOTURNA.

Roney Gusmão do Carmo

Resumo


As reconfigurações indicadas pela reestruturação produtiva se tornam ainda mais nítidas no decorrer da década de 90, tanto em sua face política, com a vigência do modelo neoliberal, como em sua face social, pelo favorecimento de um sistema altamente concentrador. Agora a tônica é transferir para os indivíduos a responsabilidade por seu estado de exclusão, isentando o Estado de quaisquer responsabilidades a este respeito. O trabalhador é impelido a frequentar a escola, tendo por compreensão as possibilidades de mobilização social advindas da escolarização. Esse senso comum vem de uma herança que compreende a escola segundo os moldes tecnicistas formulados em outro contexto histórico. É esta memória herdada que nos permitiu compreender a existência de uma assimetria entre as representações formuladas pelo trabalhador e as reais possibilidades indicadas pela escolarização no atual contexto. Enquanto o trabalhador sustenta a expectativa de adquirir uma profissão a partir do curso do ensino regular, o Estado não lhe confere garantias sobre inserções no mercado.


Palavras-chave


Reestruturação produtiva; escola noturna; memória; trabalhador; capitalismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


BBE – Bibliografia Brasileira de Educação / CIBEC/INEP / MEC

DIADORIM/IBICT – Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras

SEER/IBICT – Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas

SUMÁRIOS.ORG – Sumários de Revistas Brasileiras

EZB – Elektronische Zeitschriftenbibliothek / Alemanha

IRESIE – Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (Instituto de Investigaciones sobre la Universidad y la Educación / Universidad Nacional Autónoma de México)

LATINDEX (UNAM) – Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, El Caribe, España y Portugal

OEI – Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura