O NEOLIBERALISMO E A CRISE EDUCACIONAL EM SÃO PAULO NA ATUALIDADE / The neo-liberalism and educational crisis today in the State of São Paulo, Brazil

Afonso Soares de Oliveira Sobrinho

Resumo


O processo atual da globalização econômica se traduz em mais desigualdade social em especial para os países periféricos, inclusive o Brasil, pela adoção do modelo neoliberal. As políticas públicas de educação passam pelo controle do poder econômico sobre o político que se traduz no aumento do capital privado nacional e estrangeiro no ensino, precarização do trabalho, prevalência da mais-valia absoluta, adoção de apostilas no ensino básico, e políticas sociais assistencialistas. As novas tecnologias não têm cumprido uma função educativa e são, na verdade, instrumentos de informações para o consumo, de banalização da violência e de coisificação das pessoas, gerando uma deformação social desde a infância até a vida adulta. Faz-se urgente uma mudança de paradigma por parte do Estado de São Paulo por meio de uma educação que permita a emancipação humana e a transformação social.


Palavras-chave


Globalização. Neoliberalismo. Políticas de Educação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexação:

                       

 

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação / CIBEC/INEP / MEC

DIADORIM/IBICT – Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras

SEER/IBICT – Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas

SUMÁRIOS.ORG – Sumários de Revistas Brasileiras

EZB – Elektronische Zeitschriftenbibliothek / Alemanha

IRESIE – Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (Instituto de Investigaciones sobre la Universidad y la Educación / Universidad Nacional Autónoma de México)

LATINDEX (UNAM) – Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, El Caribe, España y Portugal

OEI – Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura