OS DESAFIOS DE UMA NOVA GRADE CURRICULAR PARA O PROEJA / The challenges of a new curriculum for the PROEJA

Francisco Silva Cristiano, Suemy Yukizaki

Resumo


Embora o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica, na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA), instituído no âmbito federal pelo Decreto n. 5.840/2006, preveja uma articulação entre o ensino técnico e o ensino médio de forma integrada (art. 1º, § 2º, inciso II), o currículo integrado representa, de fato, um desafio novo colocado aos docentes. Esse desafio, que implica a adesão de gestores e dos professores responsáveis pela formação geral e pela formação específica, no caso do Campus Codó do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão, ainda não pôde ser enfrentado por razões conjunturais. Por esse motivo, a partir dos bons resultados de uma experiência no Setor de Manutenção de Computadores - que mostrou que uma articulação entre a teoria e a prática no processo de ensino-aprendizagem pode superar o desestímulo dos estudantes e evitar a repetência e a evasão escolar -, propomos uma nova grade curricular, mais adequada aos jovens e adultos do PROEJA. Na dimensão teórica buscamos analisar a constituição da Educação de Jovens e Adultos como campo pedagógico e o caráter mediador da educação por meio da práxis educativa relativa à Educação de Jovens e Adultos. Foi necessário, ainda, fundamentar teoricamente o ensino médio integrado ao ensino técnico e a politecnia - que representa um estágio avançado no processo de integração. Temos ciência de que o desenho curricular proposto é um primeiro passo na busca da formação integrada, mas se constitui um passo importante para a ressignificação das experiências dos jovens e adultos do Curso Técnico em Informática do PROEJA.


Palavras-chave


PROEJA; Educação Profissional; Educação de Jovens e Adultos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexação:

                       

 

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação / CIBEC/INEP / MEC

DIADORIM/IBICT – Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras

SEER/IBICT – Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas

SUMÁRIOS.ORG – Sumários de Revistas Brasileiras

EZB – Elektronische Zeitschriftenbibliothek / Alemanha

IRESIE – Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (Instituto de Investigaciones sobre la Universidad y la Educación / Universidad Nacional Autónoma de México)

LATINDEX (UNAM) – Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, El Caribe, España y Portugal

OEI – Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura