INCORPORAÇÃO DA ERGOLOGIA NO BRASIL: AVANÇOS, LIMITES E PERSPECTIVAS / The incorporation of ergology in Brazil: advances, limitations and perspectives

Eloisa Helena Santos

Resumo


O artigo apresenta os resultados preliminares de uma pesquisa que buscou resgatar, historicamente, a incorporação da ergologia na produção do conhecimento no campo da educação no Brasil. O cenário da pesquisa limitou-se à Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais e ao Mestrado em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local, do Centro Universitário UNA, dada a relevância do conjunto de trabalhos aí produzidos. A opção metodológica configurou-se numa pesquisa bibliográfica que permitiu identificar e analisar trinta e uma dissertações e teses, defendidas no período compreendido entre 2000 e agosto de 2012. A análise empreendida apontou avanços, limites e perspectivas identificados nesse material, do ponto de vista conceitual, metodológico e da intervenção.


Palavras-chave


Ergologia no Brasil; Pesquisas de orientação ergológica;Trabalho, Educação e Ergologia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexação:

                       

 

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação / CIBEC/INEP / MEC

DIADORIM/IBICT – Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras

SEER/IBICT – Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas

SUMÁRIOS.ORG – Sumários de Revistas Brasileiras

EZB – Elektronische Zeitschriftenbibliothek / Alemanha

IRESIE – Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (Instituto de Investigaciones sobre la Universidad y la Educación / Universidad Nacional Autónoma de México)

LATINDEX (UNAM) – Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, El Caribe, España y Portugal

OEI – Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura